Bastidores do edital mais aguardado de 2018: MPU para nível médio e superior com remunerações ultrapassam o patamar dos R$ 10.000,00!!!

0
1808

Concurso iminente!

Aguardado ansiosamente desde o segundo semestre de 2017, o concurso do Ministério Público da União – MPU é uma das grandes seleções públicas que irá chacoalhar a rotina de muitos concurseiros de plantão que sonham em atuar nos quadros do órgão. Em razão do novo regime fiscal regulado pela Emenda Constitucional n° 95, de 15 de dezembro de 2016 (que teve vigência a partir do exercício de 2017), a, então recém-empossada, Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, decidiu pelo adiamento da publicação do edital para provimento das vagas de nível médio e superior para 2018. A expectativa é que o edital saia nos próximos meses!

 

As remunerações

 

A estrutura remuneratória é, sem dúvidas, um dos principais atrativos aos candidatos a uma vaga no quadro de servidores do MPU, com ganhos chegando à cifra dos R$ 16.906,50 (junho de 2018) e R$ 17.442,23 (vigência a partir de novembro de 2018) – para o cargo de Analista Classe C, último padrão – conforme a tabela abaixo:

 

Tabela remuneratória de cada ramo:

Nós disponibilizamos a você as tabelas remuneratórias atualmente vigentes referentes a cada ramo que compõe a estrutura atual do MPU. Confira:

MPF – http://www.transparencia.mpf.mp.br/conteudo/gestao-de-pessoas/estrutura-remuneratoria/Tabela-Remuneracao-Servidores-LEI13316.pdf

MPT – file:///C:/Users/usuario/Downloads/estrutura_remuneratoria_servidores.pdf

MPM – http://www.mpm.mp.br/portal/wp-content/uploads/2013/04/Subsidios-servidores.pdf

MPDFT – http://www.mpdft.mp.br/remuneracao/controle?_act=print&tipo=servidoresAtivos&format=&iMes=2&exercicio=2018

 

O MPU já acumula um déficit de mais de 1.600 de servidores

 

Se animou para dar um gás nos estudos?

O candidato que desejar se preparar para o concurso do MPU deve se atentar ao fato de que esse órgão se subdivide em 4 ramos, basicamente: Ministério Público Federal – MPF, Ministério Público do Trabalho – MPT, Ministério Público Militar – MPM e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT. É importante saber também que o concurso do MPU 2018 abrirá vagas a serem preenchida na maioria dos estados da federação.

Seguem abaixo as informações oficiais de déficit de servidores por ramo da estrutura do MPU.

Veja:

MPF: 1.599 servidores  ;

MPT: 25 servidores ;

MPM: 2 servidores – dados de janeiro de 2016*;

MPDFT: 35 servidores.

O déficit total dos 4 ramos contabiliza 1.661 cargos vagos – número que vai crescendo à medida que novas vacâncias vão surgindo. Essas vagas serão preenchidas, obrigatoriamente, por meio de concurso público!

A HORÁ É, PORTANTO, DE INTENSIFICAR OS ESTUDOS OU COMEÇAR A JORNADA O QUANTO ANTES!

Obs.: Todas as informações acima foram coletadas das bases de dados oficiais e mais atualizadas.

Obs.2: Para ter acesso às plataformas oficiais basta clicar nos quantitativos para ser direcionado às páginas detentoras das respectivas informações.

 

Sobre a banca examinadora do concurso

 

A comissão do concurso segue firme nos trabalhos e a expectativa é que a banca examinadora seja definida em breve. Historicamente o Cebraspe (antigo Cespe) vem organizando os certames do MPU, mas só informações oficiais deverão confirmar de fato qual será a banca que organizará o próximo concurso do órgão.

 

 

Nomeações muito além do número de vagas

 

No concurso de 2013, apesar da oferta de apenas 147 vagas, foram chamados até o fim da validade (pasmem!) 5.058 aprovados!

 

Do total acima, foram nomeados 3.200 técnicos administrativos (nível médio) e 1.858 de analistas em Direito (nível superior) para ocuparem postos em diversas capitais do país.

 

Ou seja, muitas nomeações também são esperadas para o próximo concurso do MPU!

 

Sobre o papel o MPU

Com o advento da Constituição Federal de 1988, o Ministério Público deixou de fazer parte do Poder Executivo, como estava disposto na Constituição de 1969, e atualmente, não pertence a nenhum dos três poderes do Estado, pois recebeu um tratamento constitucional destacado, pelo qual deixou de ser um mero órgão do Executivo, passando a ser considerado uma função essencial à justiça.

A Constituição Federal também definiu os princípios institucionais do MP: unidade, indivisibilidade e independência funcional dos seus órgãos, além de atribuir sua autonomia funcional e administrativa, podendo propor ao Poder Legislativo a criação e extinção de seus cargos e serviços auxiliares.

Ao Ministério Público foi reservado um capítulo próprio pela atual Constituição da República, devido a importância da instituição para a manutenção do Estado Democrático de Direito.

As funções institucionais do MPU estão relacionadas no art. 129 da Constituição Federal e abrangem, em síntese:

  1. A titularidade da ação penal, da ação civil pública para a tutela dos interesses públicos, coletivos, sociais e difusos e da ação direta de inconstitucionalidade genérica e interventiva, nos termos da Constituição;
  2. É o órgão garantidor do respeito aos Poderes Públicos e aos serviços de relevância pública;
  3. É o órgão defensor dos direitos e interesses das populações indígenas;
  4. É o órgão controlador externo da atividade policial, na forma da lei complementar, podendo para tanto, inclusive, instaurar respectivo procedimento administrativo, quando necessário”.

Quais conteúdos você DEVE estudar primeiro?

Para sair na frente da concorrência no concurso do MPU 2018 É PRECISO TER UM DIFERENCIAL ESTRATÉGICO NO SEU PROGRAMA DE ESTUDOS.

Não dá para sair estudando sem critérios, pois são muitos assuntos a serem assimilados em um curto espaço de tempo. Assim, o seu primeiro fator diferencial é saber identificar O QUE É MAIS IMPORTANTE E QUE DEVE, PORTANTO, SER ESTUDADO PRIMEIRO.

Para aprender na prática, baixe gratuitamente o e-book COMO IDENTIFICAR OS CONTEÚDOS MAIS IMPORTANTES DE UM EDITAL (link abaixo)

http://blog.pontoestrategico.com.br/e-book-gratuito-como-identificar-os-conteudos-mais-importantes-de-um-edital/

Aproveitamos para listar abaixo os 5 conteúdos comuns aos cargos de Técnico (nível médio) e Analista (nível superior) que deverão estar, obrigatoriamente, nos seus primeiros cronogramas de estudos:

 LEGISLAÇÃO APLICADA AO MPU E AO CNMP:

1 Ministério Público da União.

1.1 Lei Orgânica do Ministério Público da União (Lei Complementar nº 75/1993).

1.2 Perfil constitucional do Ministério Público e suas funções institucionais.

1.3 Conceito.

1.4 Princípios institucionais.

1.5 Os vários Ministérios Públicos.

1.6 O Procurador-Geral da República: requisitos para a investidura e procedimento de destituição.

1.7 Membros: ingresso na carreira, promoção, aposentadoria, garantias, prerrogativas e vedações.

2 Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

2.1 Composição.

2.2 Atribuições constitucionais.

 

LÍNGUA PORTUGUESA:

1 Compreensão e interpretação de textos.

2 Tipologia textual.

3 Ortografia oficial.

4 Acentuação gráfica.

5 Emprego das classes de palavras.

6 Emprego/correlação de tempos e modos verbais

7 Emprego do sinal indicativo de crase.

8 Sintaxe da oração e do período.

9 Pontuação.

10 Concordância nominal e verbal.

11 Regência nominal e verbal.

12 Significação das palavras.

13 Redação de Correspondências oficiais (conforme Manual de Redação da Presidência da República).

13.1 Adequação da linguagem ao tipo de documento.

13.2 Adequação do formato do texto ao gênero.

 

NOÇÕES DE INFORMÁTICA:

1 Noções de sistema operacional (ambientes Linux e Windows).

2 Edição de textos, planilhas e apresentações (ambiente LibreOffice).

3 Redes de computadores.

3.1 Conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e intranet.

3.2 Programas de navegação (Microsoft Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome e similares).

3.3 Programas de correio eletrônico (Outlook Express, Mozilla Thunderbird e similares).

3.4 Sítios de busca e pesquisa na Internet.

3.5 Grupos de discussão.

3.6 Redes sociais.

3.7 Computação na nuvem (cloud computing).

4 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas.

5 Segurança da informação.

5.1 Procedimentos de segurança.

5.2 Noções de vírus, worms e pragas virtuais.

5.3 Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, anti-spyware etc.).

5.4 Procedimentos de backup.

5.5 Armazenamento de dados na nuvem (cloud storage).

 

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL.

1 Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, Emendas Constitucionais e Emendas Constitucionais de Revisão: princípios fundamentais.

2 Aplicabilidade das normas constitucionais: normas de eficácia plena, contida e limitada; normas programáticas.

3 Direitos e garantias fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direitos sociais; direitos de nacionalidade; direitos políticos.

4 Organização político-administrativa: das competências da União, Estados, Distrito Federal e Municípios.

5 Administração Pública: disposições gerais; servidores públicos.

6 Poder Judiciário: disposições gerais; Supremo Tribunal Federal; Conselho Nacional de Justiça; Superior Tribunal de Justiça; Tribunais Regionais Federais e Juízes Federais; Tribunais e Juízes do Trabalho; Tribunais e Juízes Eleitorais; Tribunais e Juízes Militares; Tribunais e Juízes dos Estados.

7 Funções essenciais à Justiça: do Ministério Público; Advocacia Pública; Advocacia e da Defensoria Pública.

 

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO:

1 Noções de organização administrativa.

2 Administração direta e indireta, centralizada e descentralizada.

3 Ato administrativo: conceito, requisitos, atributos, classificação e espécies.

4 Agentes públicos.

4.1 Espécies e classificação.

4.2 Cargo, emprego e função públicos.

5 Poderes administrativos.

5.1 Hierárquico, disciplinar, regulamentar e de polícia.

5.2 Uso e abuso do poder.

6 Licitação.

6.1 Princípios, dispensa e inexigibilidade.

6.2 Modalidades.

6.3 Lei nº 8.666/1993.

7 Controle e responsabilização da administração.

7.1 Controles administrativo, judicial e legislativo.

7.2 Responsabilidade civil do Estado.

 

Gostou da nossa matéria?

Estamos preparando uma série com ferramenta de organização e métodos de estudos para este e outros concursos com editais previstos para 2018.

Fique ligado(a) aqui no Play1!

Abraços

Jefferson Santos

Estrategista de Aprovação em Concursos Públicos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here