EUA publicam “lista Putin” com 96 oligarcas e 114 altos funcionários russos

0
16

O governo dos Estados Unidos tornou pública, nesta terça-feira (30), a chamada “lista Putin”, onde identifica, a pedido do Congresso, 96 oligarcas e 114 altos funcionários do Kremlin que ganharam poder ou riqueza graças ao presidente Vladimir Putin.

A lista, elaborada pelo Departamento do Tesouro, não acarreta sanções econômicas ou diplomáticas para seus integrantes, mas aumenta a pressão de Washington sobre Moscou pela suposta ingerência nas eleições presidenciais de 2016.

Entre os 96 oligarcas, a quem o Departamento do Tesouro indica terem acumulado fortunas superiores a US$ 1 bilhão, estão o magnata do petróleo Roman Abramovich, dono do Chelsea; Oleg Deripaska e Mikhail Prokhorov.

Na lista de 114 pessoas do alto escalão se destacam nomes como o do primeiro-ministro, Dmitri Medvedev, ou do ministro das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, além de dezenas de assessores, gerentes de empresas estatais ou chefes da inteligência russa.

Alguns dos nomes na lista de altos funcionários são afetados por sanções emitidas no passado.

A elaboração da lista faz parte de uma lei aprovada pelo Congresso em julho do ano passado, que estabelece novas sanções contra a Rússia e requer a aprovação do Legislativo para levantar as existentes.

Essa lei, conhecida como Caatsa (sigla em inglês), também contempla sanções contra a Coreia do Norte e o Irã.

Ontem, o Departamento de Estado dos EUA anunciou que não vai implementar mais sanções contra a Rússia, contempladas na Caatsa, pois considera que apenas a promulgação da lei causou bilhões de perdas para Moscou.

A aprovação da Caatsa no Congresso enfrentou, durante semanas, a barreira do Legislativo com a Casa Branca pela vontade de Trump de melhorar as relações diplomáticas com o Kremlin.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here