Morto-vivo! Jovem aparece no próprio enterro e cancela velório

0
90

Clarissa Lodi

O País

Imagine a cena: Enquanto familiares e amigos acompanham com tristeza o velório do jovem, Juan Ramon Alfonso Penayo, 20 anos, o próprio garoto aparece (em carne e osso) no recinto para avisar que estava vivo. O fato aconteceu no último domingo, 17, no Paraguai.

A confusão ocorreu por que Juan Panayo ficou desaparecido durante um final de semana todo, sem ter nenhum tipo de contato com a família. Durante as buscas pelo jovem, Penayo teve o corpo confundido com um cadáver carbonizado.

A trapalhada começou, com o aparecimento de um corpo carbonizado. Os restos mortais foram encontrados em Pedro Juan Caballero, uma cidade paraguaia vizinha a Ponta Porã, à cerca de 300 km de Campo Grande (MS).

Segundo as autoridades locais, ele foi levado ao Instituto Médico Legal (IML). Devido à falta de informações sobre onde o filho se encontrava, somada à falta de contato com a família; os pais acabaram confundindo o garoto com o cadáver durante o reconhecimento no instituto. Dessa forma, os familiares de Penayo retirou o cadáver errado do IML para velório.

Durante o enterro, Penayo conseguiu encontrar os pais e reapareceu para explicar a situação. Segundo a explicação do próprio jovem, ele passou o final de semana trabalhando na cidade vizinha, local onde estava quando seus pais relataram o seu desaparecimento. Juan alegou que teria se esquecido de dar notícias sobre seu trabalho e seu paradeiro.

O morto-morto!

O cadáver velado, logo em seguida, foi levado de volta ao IML, onde permanecerá até que o identifiquem.

Suspeitas foram levantadas de que o corpo possa ser – até mesmo – de origem brasileira. Segundo uma das linhas de investigação, a vítima pode ter sido alvo de acerto de contas, proveniente do tráfico de drogas, uma vez que muitas drogas ilícitas no Brasil, como a cocaína e a maconha, são permitidas para uso medicinal e pessoal no Paraguai, dependendo na quantidade que o indivíduo porta. A cidade é conhecida também como uma das principais rotas para entrada de drogas no País.

O corpo encontrado possui um corte profundo na região do abdômen, e foi abandonado sem qualquer identificação ou documento.

Supervisão Guilherme Rocha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here