Trump e Macron brindam sua amizade no jantar de Estado

0
181
PARIS, FRANCE - JULY 13: French President Emmanuel Macron welcomes US President Donald Trump prior to a meeting at the Elysee Presidential Palace on July 13, 2017 in Paris, France. As part of the commemoration of the 100th anniversary of the entry of the United States of America into World War I, US President, Donald Trump will attend tomorrow at the Bastille Day military parade. (Photo by Thierry Chesnot/Getty Images)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o mandatário da França, Emmanuel Macron, brindaram na noite de terça-feira sua inesperada amizade em um jantar de Estado organizada pela primeira-dama americana, Melania Trump, em homenagem ao líder francês.

“Nos dois lados do oceano, cerca de dois anos atrás, poucos teriam apostado que estaríamos hoje aqui juntos”, disse Macron.

“Muitos”, ele acrescentou, “falam sobre nossa amizade, mas acho que isso nos ajuda a alcançar nossos objetivos”.

Macron destacou que esta aliança renovada entre a França e EUA já permitiu, por exemplo, o ataque de há duas semanas, ao lado do Reino Unido, ao governo de Bashar al-Assad, na Síria.

Trump, por sua vez, também lembrou da “longa história” de amizade entre as duas potências: “Que a nossa amizade cresça ainda mais, que a nossa aliança seja ainda mais forte, e que nossa sagrada liberdade nunca morra”.

A primeira-dama americana compareceu ao jantar com um vestido Chanel bordado à mão, enquanto a esposa de Macron, Brigitte, estava com um modelo Louis Vuitton.

De fato, o proprietário da LVMH, Bernard Arnault, foi um dos convidados pela delegação francesa ao jantar de Estado.

Entre os convidados americanos estavam o CEO da Apple, Tim Cooke; o ex-secretário de Estado Henry Kissinger; e o atual diretor da CIA e candidato de Trump à Secretária de Estado, Mike Pompeo.

Nenhum líder democrata compareceu ao jantar, que teve vários representantes republicanos.

Trata-se do primeiro jantar de Estado organizado por Trump desde que chegou à Casa Branca, há mais de 15 meses, algo que não é habitual.

Foi preparada uma festa com um toque francês para o jantar de Estado com jambalaya, um prato de arroz com frango, presunto e camarões típicos da gastronomia da Luisiana.

Também foram servidos costelas de cordeiro, verduras do jardim da Casa Branca, torta de nectarina com sorvete de creme fresco e vinhos com “alma francesa e solo americano”.

Macron encerrará hoje, com um discurso no Congresso, a visita de Estado que começou na última segunda-feira e na qual deu muito que o falar pelos seus gestos de afinidade com Trump.

Agência EFE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here